06
Ago 08

 

Apriorismo de Kant
 
Kant é racionalista por concordar que a Razão é determinante.No entanto , também concorda que se não houvessem sentidos , seria impossível chegar a certezas , pois a Razão tem de ter o concurso da experiência . Kant , pretende , com a sua tese de apriorismo , superar as noções do empirismo e racionalismo , em vez de os juntar.
Kant concorda com os racionalistas por afirmarem que a razão é a fonte do processo do conhecimento , no entanto , não concordava quando estes afirmavam que poderiam chegar a certezas sem a utilização da experiência. Assim Kant também concordava com os empiristas , quando estes diziam que era possível conhecimento do mundo sem a ajudoda experiência. No entanto , discordava destes , pois davam à Razão um papel passivo no acto de conhecer.
Para Kant existem três fontes de conhecimento : a sensibilidade , o entendimento e a Razão.
A sensibilidade pode traduzir-se por experiência. A sensibilidade é uma faculdade de receber dados. A sensibilidade é a intuição , dados que nos vêm dos sentidos ( dados da experiência ).Mas como é que o ser humano intui ? Através de formas a  priori . As formas a priori dão forma aos conteúdos que nos vêm dos sentidos. Duas dessas formas podem-se considerar o espaço e o tempo ( estruturas que gerem as intuições).A sensibilidade necessária ( diz o que acontece , sem ela não acontecimentos) , mas não suficiente para obter o conhecimento cientifíco , porque não explica a causa do acontecimento , ou seja não explica porque acontece.Senão houver nenhuma realidade para intuir , não existe conhecimento.
O entendimento é a inteligência e relaciona-se com a causa ( casualidade ) . O ser humano , após o processo da observação terá de explicar o porquê ( as causas para determinado conhecimento ) sendo assim o entendimento a investigação do porquê das coisas acontecerem de determinada maneira. A forma priori são as categorias ( Kant ao contrário de Descartes não fala em ideas inatas ) . O entendimento vê em todos os fenómenos a relação causa-efeito. Para existir , então uma primeira causa.
Enquanto que a sensibilidade é apenas uma relação temporal entre o antes e o depois , o entendimento é uma relação causa e efeito. Contudo a sensibilidade e o entendimento são dois factores da nossa inteligência que se encontram sempre relacionados : é necessária a sensibilidade para o entendimento e sem entendimento a sensibilidade não tem uso.
A Razão é um termo que nos ultrapassa , que a ciência não consegue abordar . É uma abordagem mais ampla , pensando nas limitações do entendimento.A forma a priori é Deus.
A sensibilidade e o entendimento funcionam no conhecimento científico . A Razão funcionam no conhecimento humano.
Segundo Kant , nós vemos as coisas como nos interessam e apenas as vemos da forma que o ser humano faz.
De acordo com Kant , o real divide-se em númeno e fenómeno. O número é o real em si mesmo . O número é nos absolutamente inacessível. O fenómeno é o real para nós ( Homem ) , o que nós vemos . Aqui , Kant formolou a teoria do Idealismo transcendental , respondendo à questão da natureza do conhecimento . O Idealismo transcencental supera as dificuldades do idealismo ( que só tinha fenómeno e não númeno ) e do realismo. Segundo Kant , se conhecêssemos o númeno não havia evolução do conhecimento nem tinhamos dúvidas , nunca nos enganávamos.
publicado por apontamentosecundario às 14:26
tags:

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


arquivos
2008

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO